Posts com Tag ‘necessidade’

Aproveite para meditar em Salmos 37.16-20 “Mais vale o pouco que o justo tem, do que as riquezas de muitos ímpios. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas o Senhor sustém os justos. O Senhor conhece os dias dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre. Não serão envergonhados no dia do mal, e nos dias da fome se fartarão. Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a beleza das pastagens; desaparecerão, em fumaça se desfarão.”

Reflita:
É errado demais quando as pessoas começam a julgar o andar com Deus uma das outras pela quantidade de bens e riquezas que tem.
Como eu disse nos primeiros posts, ao falar de prosperidade lidamos com 2 extremos e este é um deles. Pessoas que concluem que as riquezas que eu tenho são uma prova da minha intimidade e vida com Deus.
Como diz o texto acima, é melhor o pouco do justo do que o muito do ímpio. Ou seja, pessoas justas podem ter pouco e ímpios podem ter muito.
Para ter dinheiro não é necessário ter Deus, é só uma questão de oportunidade, boa administração e outros conhecimentos.
Uma vida em submissão a vontade de Deus pode te levar a ter muito dinheiro e muitos bens como também pode te levar ter pouco dinheiro e nenhum bem. Vai depender do plano que Deus tem para a sua vida, da sua área de atuação no Reino.
Uma pessoa desobediente a vontade de Deus tanto pode estar cheia de bens como sem nenhum bem.
Aos poucos vamos aprofundar mais nestes assuntos mas a partir do próximo Post quero começar a definir o que é prosperidade.

20111117-130655.jpg



Aproveite para meditar em Gênesis 2.8,9 “Então plantou o Senhor Deus um jardim, da banda do oriente, no Éden; e pôs ali o homem que tinha formado. E o Senhor Deus fez brotar da terra toda qualidade de árvores agradáveis à vista e boas para comida, bem como a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.”

Reflita:
Deus não criou o homem para viver em pobreza, miséria e falta.
Ao estabelecer seu plano original, Deus coloca o homem em um jardim chamado Éden, e neste jardim o homem vive em plena abundância.
Veja no texto que Deus fez brotar todo o tipo de árvores agradáveis. Não havia falta de nada para o homem. Havia plena abundância, variedade e acessibilidade aos recursos necessários a sobrevivência. Tudo estava a mão do homem. Claro que o trabalho faria já parte da vida do homem pois o trabalho é uma benção de Deus, mas tudo estava ao alcance das mãos. Isso é uma das definições de prosperidade: ter acesso aquilo que é essencial para a vida.
Somente após o pecado que vemos o homem passando por necessidade e pobreza.
A miséria e pobreza são consequência do pecado no mundo. Não estou dizendo que quem está passando por um momento de necessidade ou pobreza está em pecado, vivendo em pecado. Este é um tipo de pensamento anti-bíblico. (Quero falar mais sobre este tipo de pensamento no próximo post.) O que estou afirmando é que somente por causa da entrada do pecado no mundo, que o homem pode experimentar momentos de falta.
Ao sermos redimidos do pecado em Cristo, seremos também redimidos da pobreza e miséria.
A prosperidade é benção de Deus, a pobreza é consequência do erro.
Vamos clamar ao nosso Pai para que a benção Dele venha sobre nós e que sejamos libertos de toda falta.

20111112-092347.jpg



Aproveite para meditar em Salmos 17.6 “A ti, ó Deus, eu clamo, pois tu me ouvirás; inclina para mim os teus ouvidos, e ouve as minhas palavras.”

Responda:
1. A quem você recorre nos momentos de necessidade?
2. Antes de pedir a Deus você pede a alguma outra pessoa?

Deus quer ouvir as nossas petições. Mesmo que Deus já saiba de todas as suas necessidades, Ele vai esperar que você O convide para entrar naquela situação. Deus não está dando as costas para você. Ele está pronto para ouvir cada uma das suas necessidades da mesma forma que Ele está pronto para mudar a sua situação. Ele é o Todo Poderoso!