Posts com Tag ‘prosperidade’



Aproveite para meditar em Salmos 37.25 “Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência a mendigar o pão.”

Reflita:
Acredito que com essa primeira definição muitas pessoas estão surpresas pois aqueles que normalmente são contados como “não prósperos” são encaixados na lista dos prósperos. Pelo simples fato de ter suas necessidades supridas, o básico para a sobrevivência, você já pode se considerar próspero, você alcançou um nível de prosperidade. Se você está sentado na frente de um computador lendo este blog, por mais que seja numa Lan House, você já possui na sua vida mais do que o básico para a sobrevivência. O nosso problema é que sempre enxergamos mais o que ainda não alcançamos e esquecemos do que já temos. Fechamos os nossos olhos para a realidade do mundo e vivemos totalmente alienados. O que você tem hoje muitas pessoas no mundo nunca alcançarão. Você, com certeza, tem muito mais do que pensa que tem.
O justo nunca será desamparado! Repare no texto que o salmista diz que a descendência do justo nunca irá mendigar o pão e pão fala exatamente das necessidades básicas da vida.
É da vontade de Deus que você se alimente, consiga pagar sua conta de luz, água e outras coisas que precisamos para viver aqui no Brasil. Lembre-se que temos que contextualizar a verdade bíblia sem alterar os seus princípios. Se eu fosse falar desta definição a um povo que vive do que planta diria que a vontade de Deus é que eles tenham sempre a colheita no tempo certo, chuva na medida e tempo certo. Você consegue entender? A necessidade básica pode sofrer alterações de acordo com o contexto de cada povo ou nação mas a vontade de Deus permanece a mesma, Ele quer que você seja próspero e tenha todas as suas necessidades básicas supridas.
No famoso sermão do monte, Jesus deixa claro que não precisamos nos preocupar com essas necessidades básicas, leia prestando atenção no que você está lendo:
Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam; contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” Mateus 6:25-34 (Grifo meu)
Você é próspero pois você tem um Pai Celestial que sabe muito bem do que você necessita. Aleluia! Você não está sozinho no mundo! Pode ter certeza que de forma sobrenatural Deus sempre trará a você que é filho aquilo que for necessário para suprir as suas necessidades.
Eu e você não temos controle sobre o dia de amanhã mas Jesus deixa claro que o nosso Pai sabe tudo o sobre o nosso futuro e Ele já tem tudo o que necessitamos separado. Por isso ele deixa também uma ordem: Busque primeiro o Reino de Deus. Busque o Reino e deixa que Deus cuide de todas estas coisas básicas da vida.
Você pode não ter rios de dinheiro mas VOCÊ É PRÓSPERO!
No próximo post vamos expandir esta definição.

Anúncios

Aproveite para meditar em Salmos 37.16-20 “Mais vale o pouco que o justo tem, do que as riquezas de muitos ímpios. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas o Senhor sustém os justos. O Senhor conhece os dias dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre. Não serão envergonhados no dia do mal, e nos dias da fome se fartarão. Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a beleza das pastagens; desaparecerão, em fumaça se desfarão.”

Reflita:
É errado demais quando as pessoas começam a julgar o andar com Deus uma das outras pela quantidade de bens e riquezas que tem.
Como eu disse nos primeiros posts, ao falar de prosperidade lidamos com 2 extremos e este é um deles. Pessoas que concluem que as riquezas que eu tenho são uma prova da minha intimidade e vida com Deus.
Como diz o texto acima, é melhor o pouco do justo do que o muito do ímpio. Ou seja, pessoas justas podem ter pouco e ímpios podem ter muito.
Para ter dinheiro não é necessário ter Deus, é só uma questão de oportunidade, boa administração e outros conhecimentos.
Uma vida em submissão a vontade de Deus pode te levar a ter muito dinheiro e muitos bens como também pode te levar ter pouco dinheiro e nenhum bem. Vai depender do plano que Deus tem para a sua vida, da sua área de atuação no Reino.
Uma pessoa desobediente a vontade de Deus tanto pode estar cheia de bens como sem nenhum bem.
Aos poucos vamos aprofundar mais nestes assuntos mas a partir do próximo Post quero começar a definir o que é prosperidade.

20111117-130655.jpg



Aproveite para meditar em Gênesis 2.8,9 “Então plantou o Senhor Deus um jardim, da banda do oriente, no Éden; e pôs ali o homem que tinha formado. E o Senhor Deus fez brotar da terra toda qualidade de árvores agradáveis à vista e boas para comida, bem como a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.”

Reflita:
Deus não criou o homem para viver em pobreza, miséria e falta.
Ao estabelecer seu plano original, Deus coloca o homem em um jardim chamado Éden, e neste jardim o homem vive em plena abundância.
Veja no texto que Deus fez brotar todo o tipo de árvores agradáveis. Não havia falta de nada para o homem. Havia plena abundância, variedade e acessibilidade aos recursos necessários a sobrevivência. Tudo estava a mão do homem. Claro que o trabalho faria já parte da vida do homem pois o trabalho é uma benção de Deus, mas tudo estava ao alcance das mãos. Isso é uma das definições de prosperidade: ter acesso aquilo que é essencial para a vida.
Somente após o pecado que vemos o homem passando por necessidade e pobreza.
A miséria e pobreza são consequência do pecado no mundo. Não estou dizendo que quem está passando por um momento de necessidade ou pobreza está em pecado, vivendo em pecado. Este é um tipo de pensamento anti-bíblico. (Quero falar mais sobre este tipo de pensamento no próximo post.) O que estou afirmando é que somente por causa da entrada do pecado no mundo, que o homem pode experimentar momentos de falta.
Ao sermos redimidos do pecado em Cristo, seremos também redimidos da pobreza e miséria.
A prosperidade é benção de Deus, a pobreza é consequência do erro.
Vamos clamar ao nosso Pai para que a benção Dele venha sobre nós e que sejamos libertos de toda falta.

20111112-092347.jpg



Aproveite para meditar em 3 João 2 “Amado, peço a Deus que prosperes em tudo e tenhas saúde, assim como tua alma prospera.”

Reflita:
Prosperidade é muito mais do que está acontecendo no meu exterior. O meu estado interior determina muito a minha vida.
O apóstolo João deseja a prosperidade do Amado. Vamos analisar o que significa esta palavra grega traduzida por prosperidade:
eudoo = 1) a concessão de uma viagem próspera e rápida, para levar por um caminho direto e fácil;
2) a concessão de uma questão de sucesso, para causar a prosperar;
3) prosperar, ser bem sucedido.
Inclui sucesso nos negócios, felicidade em relacionamentos em casa, ou prosperidade em qualquer compromisso e transação que um cristão possa legalmente engajar.

João está deixando aqui uma lição: o meu homem exterior deve ser alinhado ao meu homem exterior. O desejo de Deus é que aquilo que Ele fez no meu interior seja exteriorizado.
Agora, a maior pergunta aqui para mim e para você é: Como está o nosso homem interior?
O homem interior fala não somente do nosso espirito mas também da nossa alma. Mais a frente falaremos sobre isso.
Quero lembrar que estamos estabelecendo princípios aqui passo a passo. Não tire conclusões precipitadas.
Continue acompanhando esta série e vamos continuar aprendendo juntos.
Você pode enviar suas dúvidas e sugestões para meu email: prcapochim@gmail.com

20111107-234744.jpg



Aproveite para meditar em Provérbios 10.22 “A bênção do SENHOR é que enriquece; e não traz consigo dores.”

Reflita:
Por não ter o entendimento certo do que é prosperidade muita pessoas só querem saber de buscar dinheiro; e acabam medindo o nível de prosperidade pela quantidade de dinheiro em conta.
Todo dinheiro que trás consigo dor não é prosperidade. A palavra traduzida por dor neste provérbio significa também: mágoa, fadiga, tristeza, dificuldade de trabalho, ofensa, dificuldade.
Existem pessoas que tem uma grande quantidade de dinheiro mas também tem uma grande quantidade de dor. E, através do dinheiro que tem tentam comprar a paz e o descanso.
Não estou dizendo que é errado ter dinheiro, errado é concluir que prosperidade é dinheiro.
Se as outras áreas da vida não estão sendo afetadas eu posso estar rico mas não próspero.
Deus não quer somente que você fique rico, Ele quer a sua prosperidade!
Deus pode te enriquecer e muito, mas acima disso Ele quer o seu bem. Deus só quer o nosso melhor. Ele quer que você tenha uma vida plena.
Quando não estamos debaixo da benção de Deus enfrentamos a dor, até mesmo pessoas que não tem grande quantidade de dinheiro.
Assim como uma pessoa que tem grande quantidade de dinheiro pode não estar vivendo prosperidade, uma pessoas com pouquíssimo dinheiro pode estar vivendo prosperidade.
Conheço pessoas que não possuem uma conta bancaria recheada mas vivem a prosperidade divina.
Prosperidade se torna algo muito raso e natural quando definimos como ter dinheiro. Já não é mais uma benção divina mas se torna o resultado do esforço humano.
Claro que o homem será cooperador de Deus mas nunca será a causa da prosperidade divina.
Mas uma vez afirmo: PROSPERIDADE É MUITO MAIS DO QUE TER DINHEIRO!
Prosperidade é a benção divina que o homem por si mesmo não consegue alcançar e o dinheiro não pode comprar. A prosperidade transcende a realização humana e alcança o descanso interior que só Deus pode dar.

20111106-015757.jpg



Aproveite para meditar em Lucas 16.10-12 “Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito. Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas? E se vocês não forem dignos de confiança em relação ao que é dos outros, quem lhes dará o que é de vocês?”

Reflita:
Você precisa aprender a ser fiel no nível em que você se encontra, com aquilo que você tem.
Já ouvi muitas pessoas dizendo que quando alcançarem um nível maior numa área da vida vão começar a ser fiéis. Por exemplo: “Se um dia eu ganhar R$ 10.000,00 eu vou abençoar a vida de fulano” ou “quando eu tiver muito recurso eu começo a me preocupar em como administrar.”
Nós esquecemos que se com o que eu tenho eu não estou abençoando, quando eu tiver mais eu também não vou abençoar. Se eu não souber administrar 100 eu não vou conseguir administrar 1000.
Deus quer a sua fidelidade agora, com aquilo que você tem nesse momento não com o que um dia você vai alcançar.
O que determina a sua fidelidade não deve ser a quantidade de recursos que você tem, mas é ser fiel independente do que você tem.
O período do pouco é uma oportunidade que eu tenho de ser treinado e aprovado. Não negligencie nem menospreze o pouco. Tire proveito dele, aprenda os princípios, solidifique as bases.
Você pode ser um foguete que alcança o céu ou um satélite que permanece no céu, tudo depende da sua base. É a sua fidelidade que vai determinar isso.

20111102-170822.jpg



Aproveite para meditar em Deuteronômio 8.2,16 “E te lembrarás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus tem te conduzido durante estes quarenta anos no deserto, a fim de te humilhar e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos.
que no deserto te alimentou com o maná, que teus pais não conheciam; a fim de te humilhar e te provar, para nos teus últimos dias te fazer bem;”

Reflita:
Nós sempre seremos provados antes de receber a plenitude do que Deus tem para nós.
Deus quer o seu bem. Ele sempre fará o que é melhor para você, mesmo que Ele tenha que retardar aquilo que Ele tem para te dar. Deus sabe como você vai lidar com a prosperidade. Se isso for te destruir, ele não te dará.
O povo de Israel durante todo o período do deserto foi provado. Deus estava provando o coração do povo, se eles confiavam em Deus e amavam a Deus acima de todas as coisas.
O povo foi reprovado e toda uma geração, que tinha uma promessa de Deus, morreu no deserto.
É lindo ver o amor de Deus pois mesmo com o povo sendo infiel, Deus não deixou faltar o sustento, o pão de cada dia. Mas eles não alcançaram a plenitude.
Deus quer te levar ao lugar de plenitude, a terra que mana leite e mel, mas o seu coração precisa estar em Deus, amando a Deus acima de todas as coisas.

20111101-182642.jpg